|Resenha| Corte de Espinhos e Rosas

“I love you’, he whispered, and kissed my brow. ‘Thorns and all.”

(“Eu te amo’, ele sussurrou, e beijou minha sobrancelha. “Espinhos e tudo.”)

Eu li A Court of Thorns and Roses (Corte de Espinhos e Rosas), da Sarah J. Maas em julho e vim me enrolando desde lá pra criar uma resenha sobre esse livro. Isso porque eu fiquei tão impressionada com a escrita e toda a história que eu não sabia muito bem como explicar meu amor por ela e precisei de tempo para processor a ideia. Foi com certeza a minha leitura mais rápida do ano e eu devorei o livro. Virou um dos meus queridinhos e foi ele que me incentivou a criar coragem e ler outra série da mesma autora, Trono de Vidro. Agora que o livro foi finalmente publicado no Brasil pela Editora Record, resolvi fazer minha review.

Para quem não sabe, acho importante pontuar que esse livro é um reconto de A Bela e a Fera. Esse foi um dos motivos que me incentivou a ler o livro, já que é um dos meus contos favoritos da Disney. Mas mantenham em mente que, apesar de seguir apenas traços da história, a base do enredo continua sendo um romance.

IMG_2278

Corte de Espinhos e Rosas é uma fantasia jovem adulto (young adult) que se passa em um mundo no qual fadas e humanos vivem em constante batalha. Porém, as fadas descritas não são aquelas bonitinhas e tem asinhas como a Sininho de Peter Pan. Elas são faeries, fadas de contos antigos dos celtas; altas, com beleza estonteante, imortais, misteriosas e um pouco cruéis. Isso fez com que elas dominassem grande parte do continente e deixassem apenas um pequeno pedaço de terra para os humanos viverem miseráveis.

IMG_2283

O livro conta a história de Feyre, uma menina de 19 anos que jurou ao leito de morte de sua mãe que cuidaria e protegeria suas duas irmãs mais novas e o pai. Assim, durante uma caçada atrás de comida para sua família, Feyre mata o que parece inicialmente ser um lobo. Porém, mais tarde a menina descobre que matou uma fada e agora deve escolher entre morrer e deixar sua família sem nenhum amparo ou ficar como prisioneira no reino das fadas.

Acho que só por isso já é possível perceber a história da Bela e a Fera se desenrolando como um plano de fundo. Ao decorrer do livro, nos deparamos com um enredo similar, mas como são mundos completamente diferentes, Sarah J. Maas consegue nos transportar para outra história, com cenas de amor lindas em lagos que brilham, castelos amaldiçoados com máscaras e até um pouco de aventuras e desafios no final.

IMG_2288

Para mim, Corte de Espinhos e Rosas é uma mistura bem feita entre A Bela e a Fera e Senhor dos Anéis. Já vi muita gente comparando com Game of Thrones, mas acho que Senhor dos Anéis tem mais ênfase na fantasia e menos na morte, se parecendo mais com Corte de Espinhos e Rosas. Os primeiros dois capítulos foram um pouco devagar, mas depois de passar por eles, eu li o livro todo em apenas uma sentada.

Um dos meus pontos favoritos foi que, diferentemente de outros livros de fantasia jovem adultos, o romance de Corte de Espinhos e Rosas não é apressado. As personagens não se apaixonam rápido demais, é um ritmo desenvolvido pelo livro que passa a história de amor como natural e possível.

Além disso, o desenvolvimento das personagens durante a história é incrível. Traçando um paralelo com A Bela e a Fera, Feyre também tem uma paixão pelas artes, mas ao passo que a Bela ama livros, o grande amor da Feyre é por pinturas. Esse traço é muito bem visto no seu desenvolvimento como personagem. Do começo, quando Feyre tem um mundo monocromático e uma grande barreira em relação aos seus sentimentos, até o final do livro, depois de crescer enquanto personagem e aceitar cores diferentes em sua vida – como máscaras verdes e douradas, cabelos ruivos e asas escuras.

IMG_2284

Apesar de ser um jovem adulto, é possível ver muito mais marcas de literatura mais madura do que infantil. O que se torna uma grande diferença das personagens geralmente muito fracas, sem opinião e sem graça que são apresentadas na maioria da literatura jovem adulto. Ambas as séries da Sarah J. Maas – Corte de Espinhos e Rosas e Trono de Vidro – possuem essa característica de uma personagem feminina mais forte, bem desenvolvida e opinativa que aproxima os leitores da realidade e inspira a visão de mulheres lutando pelo que querem.

IMG_2282
A edição que eu comprei na Inglaterra veio autografada pela Sarah J. Maas <3

Corte de Espinhos e Rosas é o primeiro livro da nova série de Sarah J. Maas. O nome do próximo livro já foi divulgado pela autora como A Court of Mist and Fury (traduzido livremente como Corte de Névoa e Fúria), e tem lançamento previsto para 3 de Maio de 2016 nos Estados Unidos.

Para ver minha review no GoodReads, é só clicar aqui.

Corte de Espinhos e Rosas
Autora: Sarah J. Maas
Páginas: 434
Editora: Galera Record

4 thoughts on “|Resenha| Corte de Espinhos e Rosas

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *